Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Objeto enlouquece mundo online

26.07.15Publicado por O Informador

ng4486195.jpg

Este mundo online é cada vez mais complexo! Um dos temas do momento é o objeto mistério que uma jovem transporta consigo numa mochila por uma estação do sul de Londres.

Uns dizem tratar-se de um brinquedo sexual, outros há que pensam ser um guarda-chuva, uma arma laser também está entre as sugestões, sendo certo que as teorias continuam. Cá para mim é uma flauta, tenha ela o significado que tiver para a moça!

A intenção é também fazer com que a imagem chegue à loura que a protagonizou com o objetivo que a mesma revele o que esconde com o rabo de fora a sua mochila.

As Raposas

26.07.15Publicado por O Informador

Luisa Cruz_Diana Nicolau_A.jpg

  

Opinião: Sentar-me na plateia do Teatro Aberto é quase sempre uma certeza de que o espetáculo a que irei assistir pelas próximas horas é um dos melhores do que está a ser feito no momento pelo país. A peça As Raposas, da autoria de Lillian Hellman não foi de todo uma excepção!

Sendo este trabalho uma adaptação do texto do século XX que também já esteve pelas salas de cinema em 1941, The Little Foxes tem percorrido o mundo com espectáculos que enchem salas e voltam a retomar a cena anos mais tarde. Percebi através da excelente amostra nacional a razão deste texto conseguir ser sempre tão actual.

Com adaptação de Vera San Payo de Lemos e encenação de João Lourenço, As Raposas mostram-se matreiras ao tentarem tramar até os mais próximos. Com todo o enredo a centrar-se numa família de classe alta que pensa num bom investimento de futuro, o capital é sinónimo de invejas e vinganças pessoais entre membros que sempre se dão bem com o mal dos outros, mesmo que esses outros sejam os irmãos e cônjuges que tanto dizem amar. Tanta realidade representada neste espectáculo que mostra como tudo pode ser feito com uma única finalidade na vida, sair vitorioso sobre qualquer semelhante. 

Riqueza não é sinónimo de felicidade, já lá dizem os mais sábios, e por aquela mansão representativa essa verdade é tão notória. Negócios conseguem sair por cima dos laços familiares que acabam por ser inexistentes. Não existem limites para a ambição? Não e cada vez acredito mais que quem mais tem sempre mais quer porque o muito não é o suficiente para ser atingida a aparente felicidade que somente é comprada monetariamente.

Falando agora do elenco, todos são do melhor que existe na sua área, variando as gerações. Adoro em particular, talvez por ter feito em tempos duas entrevistas à própria, a mais jovem actriz do elenco. Diana Nicolau é para mim uma estrela que tem tudo para se tornar numa das melhores daqui a uns anos. Ela já é das melhores na representação jovem e com tanta qualidade e a contracenar com grandes nomes como é o caso deste elenco o futuro pelos palcos está cada vez mais do seu lado, sendo totalmente merecido. Gosto do trabalho de todos, tendo de valorizar aqui a grande interpretação de Luísa Cruz que é talvez a grande alma desta matilha recheada de maldade. 

Festa de Verão SIC

26.07.15Publicado por O Informador

O que se passou este ano com a Festa de Verão da SIC? Sempre anunciada com tanto glamour e brilho e em 2015 o evento foi do mais pobre que existe por aí e que o canal já apresentou dentro deste tipo de eventos!

Mesmo tendo alterado o local do evento as coisas podiam ter corrido melhor, diga-se de passagem! Em pleno directo várias foram as vezes em que a pista principal foi mostrada e as moscas nem por lá deviam andar atrás de copos inexistentes de bebidas doces! Onde andavam os convidados que já deviam estar a marcar presença para encherem o espaço? Não estavam simplesmente!

Depois e pela passadeira vermelha estava uma Sofia Cerveira com um Diogo Morgado encaixado à última da hora no lugar do Ricardo Pereira. E o que aconteceu com os entrevistados pela dupla e pelas repórteres que andavam pelo recinto? Tiveram de falar das suas vestimentas e acessórios porque as marcas e como a SIC tanto gostam têm mais destaque do que o verdadeiro interesse da festa, o divertimento de quem está presente e o entretenimento do que se quer mostrar ao espectador que está pelo sofá a assistir à emissão do canal.

Verão não é desculpa!

25.07.15Publicado por O Informador

Estamos em plena época alta, até existe um slogan televisivo com tal tema e tudo, mas isso é desculpa para os bloggers deste nosso país terem deixado a escrita e partilhas por umas boas semanas somente para se estatelarem ao sol e mostrarem o seu bronze pelo areal quente algarvio e não só?

De há umas semanas para cá todos parecem ter abandonado os blogs para se divertirem à grande sem se preocuparem com quem os segue religiosamente ou não, dependendo de cada caso, diariamente. Estas coisas são inadmissíveis ou não?

Vamos às Leituras do Sapo e não existe nada de novo durante algum tempo. Vamos aos Últimos Posts e nada de novo e que agrade, tirando as páginas de promoções, saldos e blogs dedicados àquela série televisiva que ninguém aguenta. Tudo o que é normal parece ter desaparecido nesta época quente, sabe-se lá com quais desculpas!

Vejam lá que até nos comentários isso se tem notado, tendo aqui o menino esta semana sido blog quente com um texto que somente teve oito comentários naquele dia, quando em tempos era necessário andar acima dos trinta para se conseguir tal feito. 

Cromos da vida!

25.07.15Publicado por O Informador

Como afirmar a alguém que tudo o que é demais acaba por enjoar? Sim, existem sempre certos momentos da vida em que nos aparece pela frente um daqueles bons cromos que falam, falam e continuam a falar sobre tudo e mais alguma coisa mesmo nos momentos em que todos os outros começam a desligar os interruptores para não ouvirem toda a lengalenga desesperada que se faz ouvir e repetir. 

Na vida os cromos que circulam ausentes da realidade conseguem distanciar pessoas, afastar conversas e calar os mais mudos dos inocentes. Não existirão regras próprias para se perceber quando a corda já esticou em demasia e é necessário acalmar os cavalos para que ninguém se eleve acima do pretendido com comportamentos assim mais agressivos, mesmo somente com palavras, por se atingirem os limites cromicos?

Os cromos da vida são tão, mas tão maus de aturar! Haja pachorra e muita paciência de santo! Aliado a isso só mesmo um pouco de cara de pau para ver e assumir determinados comportamentos que só dizem respeito aos ditos cujos mas que acabam por colocar imagens e bons pensamentos em risco sobre as companhias com quem se anda!

Carros para amostra

24.07.15Publicado por O Informador

Qual será o pensamento dos peões sociais quando têm um carro novo de andarem pelas ruas da aldeia de um lado para o outro em modo quase parado com a finalidade de mostrarem a sua nova aquisição?

Será mesmo necessário assim tanto a afirmação perante a sociedade sobre o que se acabou de adquirir? O que terão os outros para saber acerca da nova coqueluche de quatro rodas de qualquer um?

Ao chegar a casa...

23.07.15Publicado por O Informador

... Pela hora de chegar a casa sempre estão dois ou três vizinhos sentados num banco como se não existisse nada mais para fazer. Se fosse gaja ainda pensava que os seniores estavam todos os dias religiosamente à espera de me ver a sair do carro. Mas como sou gajo isso não me parece acontecer... Perco assim uma oportunidade de não levantar o ego mas sou controlado na mesma na chegada a casa, minuto a minuto, hora a hora!

Hoje é dia de... As Raposas

23.07.15Publicado por O Informador

Hoje o serão vai ter um toque bem teatral. O Teatro Aberto irá receber-me para assistir a uma das últimas sessões desta temporada do espetáculo As Raposas. Pelos próximos dias darei a opinião sobre esta peça que ao que tudo indica poderá estar de regresso marcado pelos próximos meses, mas depois voltaremos a falar sobre tal situação. Agora o que interessa é que irei ver e tu podes ler a sinopse de As Raposas, de Lillian Hellman. Acredito que está aqui um bom espetáculo!

 

As Raposas.jpg

 

Sinopse:

Uma família de grandes proprietários quer expandir o seu negócio para aumentar o seu capital e, assim, realizar tudo aquilo que o dinheiro parece poder comprar. Na luta pelo poder dentro da família, revelam-se diferentes maneiras de pensar e agir: quem olha a meios e quem só olha a fins, quem se adapta ao presente, quem se agarra ao passado, quem vence pela força e quem espera pelo momento certo, quem é pragmático, quem escuta o coração. No fim, quem leva a melhor?

Esta versão, que transporta para os nossos dias a acção desta peça de 1939, salienta as paixões desencadeadas pela ânsia de poder e de dinheiro e questiona os valores que regem as sociedades globalizadas em que vivemos.

Filho / Mãe

23.07.15Publicado por O Informador

A relação mãe e filho aqui por casa nem sempre, ou melhor, raramente é das melhores! Com feitios semelhantes, venho a confessar, com o passar do tempo percebo que estou cada vez com menos paciência para qualquer implicância que seja feita por coisas mesquinhas e sem nexo.

Tudo me irrita em casa porque a minha mãe está ano após ano como a maioria das mães deste nosso país, a ficar cada vez mais insuportável com o seu mundo. Tudo o que é feito e que não calha bem com as suas ideias já dá para conversas e mais conversas de minutos, muitas vezes a solo onde o tema é moído e remoído até ter um final por ninguém dar troco ou então por quem respondeu calar-se para tentar que o assunto fique por ali. 

É complicado lidar com uma mãe com um feitio destes, onde tudo tem de ser feito como tem na ideia. Como geralmente a minha ideia do correcto não bate certo com a sua complicação, o choque acontece e lá se dá uma discussão onde nem apetece dar respostas mas como são minutos atrás de minutos a ouvir que isto e aquilo está mal ou que deixaste o outro torto acabo por ter de dizer algumas vezes o que não quero, sendo um pouco impulsivo nas palavras.

Cavaco goza comigo?

22.07.15Publicado por O Informador

Mais uma vez as eleições calham no fim-de-semana em que estarei de férias! Acredito que os políticos façam de propósito para que não cumpra o meu dever enquanto eleitor. Ora bolas Cavaco, como vou eu agora fazer com isto se dia 4 de Outubro já não quero estar perto de casa?

As Legislativas não contarão possivelmente com o meu voto. Será que mudará alguma coisa? Sei que devia ir, mas entre escolher mais do mesmo ou ir de férias, acredito que a segunda opção seja a correta!

Vida de séries

22.07.15Publicado por O Informador

Neste momento vejo mais séries que os dias da semana!

Se começar por falar que ando a ver A Guerra dos Tronos, tento terminar a única temporada de Traição, vejo as segundas temporadas de Tyrant e The Strain, acompanho no dia de exibição Wayward Pines, tento começar a assistir ao quarto ano de Scandal, tal como à sétima temporada de A Teoria do Big Bang. A par disto ainda não comecei a ver por falta de tempo a minha série, Família de Acolhimento.

Querem mais? Isto são séries e mais séries e sem tempo para as colocar em dia! Se começasse agora a enumerar as que quero ver e que com tudo isto não consigo então ai a lista estendia-se e o texto tornava-se maçador até mais não!

Enfim Cláudio!

21.07.15Publicado por O Informador

Estava a ver o programa Esquadrão do Amor, do canal Q, e eis que percebo que o Cláudio Ramos por vezes perde a noção da realidade onde circula e da pessoa que é. 

Em conversa com Ana Markl, Carlão e a convidada da semana Rita Mendes, Cláudio Ramos começou a falar das bichas que passeiam de mãos dadas com as melhores amigas pelo Chiado, imitando e criticando tiques que se fazem acompanhar de gritinhos histéricos. O que logo me surgiu sobre o que estava a ver foi o facto do Cláudio não ter noção do que é e dos seus próprios comportamentos sociais. Será que quer mesmo passar a imagem de que não é o que todos sabem? Ou que é mas que nada tem haver com todos os outros, vivendo e comportando-se de forma tão exemplar que ninguém lhe quererá seguir as pisadas?!

Uma pessoa que há anos se exibia para quem quisesse ver todas as manhãs de boxers pelas redes sociais, que sempre frequentou e se deu com todo o tipo de pessoas, tem o estereótipo que tem e mesmo assim consegue criticar os que agem como o próprio é estranho não?