Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

30
Nov15

Feliz Aniversário


O Informador

Feliz Aniversário.jpg

Autor: Danielle Steel

Data: Novembro de 2015

Editora: Bertrand Editora

Número de páginas: 312 páginas

Classificação: 4 em 5

 

Opinião:

Se um aniversário é bom, três então é bom demais! Os trinta, os cinquenta e os sessenta anos juntam-se num romance de Danielle Steel, uma das autoras de maior sucesso mundial. Será que conseguirei apontar falhas nesta obra de Steel, cujo o trabalho me tem conquistado romance após romance?

Escrito e idealizado como todos os restantes trabalhos da autora para não enfadar o leitor, em Feliz Aniversário somos transportados pela vida de duas estrelas televisivas e onde a família tem uma grande importância para ambos, onde os laços de amor não podem falhar. Estará uma pessoa que sempre esconde a sua verdadeira idade pronta para assumir que irá ser avó? Estará o amor pronto para fazer das suas com a diferença de idades? E uma critica gastronómica negativa conseguirá alterar a vida de duas pessoas para que estas passem a ser uma família? Várias são as questões que vão sendo colocadas ao longo da narrativa onde as respostas são um pouco previsíveis, o que não me afecta em nada com Steel porque quando pego numa das suas obras sei o que me espera, sei que não me quero cansar, querendo somente desfrutar de um bom romance onde o final costuma ser positivo, com o amor e os afectos a vencerem as batalhas contra as divergências de cada um. 

Adoro a escrita de Danielle e em Feliz Aniversário isso não é excepção. Este é um livro corrido, daqueles que dão vontade de pegar e seguir até ao final sem parar. Com esta obra dei por mim a ler um ou dois parágrafos num rápido momento em que tinha livre ao longo do dia somente porque queria saber mais um pouco do que estava para acontecer na vida de Aphil, Valerie, Jack e Mike.

Um romance de novo apaixonante, leve e rápido, sendo um bom companheiro para quem quer somente passar bons momentos com um livro nas mãos durante algumas horas. Aconselho!

30
Nov15

Por casa


O Informador

Agora quando estás de folga ficas em casa toda a manhã?!

Fico pois então e sabem a razão? Está frio na rua, dedico-me à leitura e coloco alguns episódios das séries que estou a acompanhar em dia. Qual o motivo de andar por ai a vaguear sem motivo algum?

Fico em casa e fico bem! Algo contra? Ah bom!

30
Nov15

Novos vizinhos


O Informador

A nova vizinhança chegou à porta do lado! Confesso que ainda não os vi, ainda não os ouvi e nem senti o cheiro sequer! Um casal e uma jovem adolescente atracaram no apartamento que estava para alugar há mais de um ano e preparam-se assim para fazerem parte do número quatro da rua onde sempre tenho crescido. 

Ao longo de grande parte da minha vida a «tia» viveu à nossa frente até aos últimos meses que passou no lar de idosos onde acabou por falecer. Agora uns novos habitantes acabam de invadir a casa onde sempre me senti bem com um familiar de empréstimo que cuidou de mim quando os meus pais tinham de sair e não me podiam levar e as coisas acabam neste momento por parecerem estranhas. Pessoalmente confesso que mesmo sabendo e ouvindo as explicações sobre quem se está a mudar por parte dos meus pais, a curiosidade não existe, talvez por sentir que aquele espaço onde tinha um pouco de mim não lhes pertence, não sei! 

29
Nov15

Xixi do Tomé


O Informador

Tomé Novembro 2015.JPG

Este menino faz as suas necessidades fisiológicas pela rua, quando de manhã e à noite vai dar a sua volta! Só que hoje ficou tão contente por estar a brincar na cama do dono, território geralmente proibido, que não aguentou a sua bexiga e quando demos por isso já os pingos e a mancha estavam a fazer marcação no edredão azul. 

Oh Tomé, como é que fizeste isto? Uma autêntica criança que com a brincadeira consegue esquecer-me que tem de pedir para fazer xixi no seu local habitual.

29
Nov15

As dificuldades da Vodafone


O Informador

Três é o número de vezes em que fiz o pedido de desbloqueio do telemóvel no último mês à Vodafone e três foram as negas que a operadora me deu indiretamente. Primeiro fui a uma loja, esperei cinco dias por uma sms que nunca chegou! Após ter percebido que nada tinha acontecido liguei para a operadora e fiz novo pedido, o que voltou a não resultar, sem qualquer aviso após os cinco dias do pedido. Voltei a dirigir-me a uma loja da operadora, voltei a fazer o pedido de desbloqueio em modo de protesto e após o prazo nada voltou a acontecer. 

Liguei para o Apoio ao Cliente onde é complicado falar com um operador e protestei, só faltando dizer que a Vodafone é uma ... quando é necessário tratar de algum assunto que não os beneficia. Já estou em stand by há um mês por culpa de uma operadora que não consegue resolver a sério uma situação. Percebo que não querem ver os clientes a fugirem mas com tais atitudes também não pensem que vou ficar num local onde percebo que não conseguem facilitar a vida do cliente. 

Com um rapaz do outro lado da chamada, um fanhoso por sinal, expliquei em alto e bom som todo o processo demorado e complicado, e sem me ter explicado enquanto falávamos diz que voltou a fazer o pedido de desbloqueio, o que terei de esperar por mais uns cinco dias por uma sms com a afirmação que já está tudo resolvido.

28
Nov15

Blogs de folga


O Informador

Os fins-de-semana aparecem e a comunidade de bloggers e mesmo os loucos pelas redes sociais parecem acalmar as suas partilhas e pensamentos. O que acontece com esta gente que desapare ao longo do fim-de-semana, não publicando, não partilhando, não comentando, não gostando, ...?

O que dá a sensação é que a maior parte dos bloggers faz a sua vida da internet ao longo das horas de expediente, ficando depois em pausa quando o descanso laboral aparece. Ou seja, enquanto se está a roubar horas ao patrão é ver novos posts a aparecerem, novas imagens, novos textos, novos comentários e por ai fora. Aos fins-de-semana, férias e folgas tudo fica offline, perdendo o pio e a vontade de estar on como nos restantes dias e horários. 

Pág. 1/10

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários Recentes

  • Phocaontas

    Olaaa por acaso gosto mesmo muito de ler.. E amo r...

  • PP

    Que assim seja!

  • PP

    O meu também é assim

  • PP

    Magnífica iniciativa.

  • Flávia Hidalgo

    Tenho interesse imenso em comprar. Mas não encontr...

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Segue-me...

Facebook ___________________________________________________________ Instagram ___________________________________________________________ Twitter ___________________________________________________________ Pinterest Visita o perfil de O Informador no Pinterest. ___________________________________________________________ Goodreads
Envelhenescer
Três Homens Num Barco
Confissões de Inverno
O Templário Negro
Larga quem não te agarra
As Desaparecidas
Sentir
A Livraria
A Magia do Acaso
Hotel Vendôme
A Química
Não Gosto de Segundas Feiras
___________________________________________________________ BlogsPortugal
___________________________________________________________ Bloglovin Follow _____________________________________________________

 Subscreve O Informador